Lá se pensam, cá se fazem.

VIVE, participação em comunidade

A liberdade que adquirimos com a revolução tecnológica no acesso à informação pode facilmente tornar-se castradora. O excesso e dispersão da informação torna difícil o acesso imediato, perdendo-se imenso tempo À PROCURA e não na posse dessa informação. A pensar neste tempo (precioso) que se perde propomos como solução o site – “VIVE, participação em comunidade” - que permita resolver alguns destes problemas. O site será divido em vários domínios, como por exemplo: 1. Domínio de agregação de acontecimentos culturais. Agregação de informação sobre eventos (exposições, peças de teatro, festivais...) e até instituições (bibliotecas, livrarias…) para que, em primeiro lugar, se tenha conhecimento das sua existência; e depois, para que cada pessoa possa fazer uso desta informação tendo em conta as suas necessidades individuais. Ou seja, o site pretende apresentar-lhe as diversas opções culturais em função da sua disponibilidade e local onde vive. 2. Domínio focado no auxílio comunitário. O objectivo é alertar entidades competentes para a resolução de problemas relacionados com o bem-estar social (buracos na estrada, lâmpadas fundidas…), minimizando assim o tempo despendido na detecção do problema. 3. Domínio auto-referencial. Este pretende agregar o conjunto de projectos/concursos existentes. Desta forma, as pessoas terão acesso ao que existe enquanto um todo, minimizando o tempo de pesquisa. Estes são três exemplos de domínios com os quais se pode começar o site. No entanto, é importante salientar que, de futuro, a intenção é chegar a outras áreas de interesse, às quais faça sentido dar atenção. O principal objectivo do “VIVE” é ser um “contentor” VIVO e, por isso, em contacto permanente com as necessidades actuais.

Carlos Campanela

Visionário
Almada, Portugal

Antonio Xeira

Facilitador
Lexington, Estados Unidos da América

Carolina Campanela

Comunicador
Almada, Portugal

Comentários